Você ainda faria, se fosse só por você?

Você ainda faria, Se ninguém estivesse olhando? Se não houvessem selfies nem falsa modéstia; se só contasse com seus pulmões, suas pernas e uma vilã chamada gravidade? Você ainda enfrentaria os elementos, abriria as comportas de ácido lático e riria enquanto aguentasse a barra? Você ainda faria, se fosse só por você?