Review

Review: Selim PRO Turnix Carbon Feminino

Quando estamos escolhendo uma bicicleta, não analisamos somente as peças (ainda mais quando se trata de nós, mulheres). Precisamos ter uma certa afinidade, seja com o design, seja com a marca. O mesmo acontece quando escolhemos um selim. Aliás, posso dizer que quando entramos nesta questão, o assunto se torna ainda mais pessoal. O “banco da bicicleta” é uma importante escolha para o(a) ciclista, pois sabemos que quando não nos adaptamos com determinado modelo, não tem conversa. É preciso trocar, e ponto.

Nessas últimas semanas pude testar o selim da PRO Turnix Lady em carbono e gostei demais! Super confortável, leve, com abertura central para melhorar a ventilação e atrito, além de ser bem bonito! O meu é o modelo com  152mm de largura, ideal para mulheres que naturalmente tem a distância entre ísquios maior. Encaixou muito bem. Testado e aprovado!

PRO_SA_TURNIXLCARBON_4

 

Seguem as características do selim:

  • Formato semi-encurvado, mais adequado para fisionomia flexível;
  • Acolchoamento superleve em EVA para um suporte e conforto otimizados;
  • Material PU macio para reduzir o atrito com calções de ciclismo;
  • Adapta-se facilmente aos acessórios (ex: suporte de câmara PRO);
  • Construção emoldurada leve e rígida em polímeros reforçados a carbono.

 

Part no. Descrição Largura Peso Diâmetro
PRSA0256 Selim em Carbono Turnix para mulheres 142mm 197 gr Rail: 7mm x 9mm
PRSA0257 Selim em Carbono Turnix para mulheres 152mm 207 gr Rail: 7mm x 9mm

 

#ridelikeaPRO 🤛🏻

Review

be happy, be free.

Hoje é um dia muito especial. Dia treze de julho, dia de comemorar um novo ciclo que se inicia. São vinte e sete anos de experiência e aprendizados. Por isso, resolvi compartilhar uma recente reflexão com você, caro leitor.

BEHAPPY

Nestes últimos dias comecei a ler um livro novo sobre gestão (que por sinal, estou gostando demais!). Mas, o que este assunto teria a ver com um blog sobre esporte e estilo de vida? Bem, para mim, tudo! Com o titulo “Felicidade dá Lucro“, Márcio Fernandes consegue abordar seu novo modelo de fazer gestão nas empresas (e na vida), a gestão pela felicidade.

Parece brincadeira, mas não é. Finalmente, as novas gerações estão descobrindo que o trabalho pelo dinheiro não é suficiente. Até mesmo porque, segundo o autor, dinheiro não trás felicidade. Já, o inverso é verdadeiro, sim!

 
Mas, então, onde eu quero chegar com isso? Quero chegar no ponto, no qual me dou conta que, de uns dois anos para cá, é exatamente isto que estou em busca. Em busca do que me faz feliz, tanto profissionalmente, quanto no dia-a-dia. Nas horas vagas, nos relacionamentos.

Veja bem, não estou falando de escolha ‘correta‘, mas sim, daquela que pode me proporcionar algo que não se vende por aí, ser feliz. Por isso, gosto tanto de me cuidar, de comer de maneira saudável, de treinar, de pedalar, até mesmo de ir atrás dos meus trabalhos e projetos… Isto tudo me deixa extremamente feliz! E não há nada que algo ou alguém possa fazer por mim para substituir esta sensação de auto realização. Pois isto, esta decisão depende >> exclusivamente << de mim.

E, no final das contas, o que importa mesmo é se me faz feliz! E, para isto, é necessário pensar e agir, primeiro, comigo mesma. Não, me desculpe, mas isso não é egoísmo. Como diria Fernandes “Hoje, tenho plena consciência de que isso é o exercício da coerência.“

Pois é! O importante mesmo é a relação entre o que você fala e faz, a qual é a base de qualquer relação de credibilidade. Portanto, mais do que acreditar e falar, é necessário agir e agir com coerência.

Qualquer atitude ou ação que tomar irá resultar em consequências. Porém, da mesma forma, se não tomar sequer uma atitude, nem mover um só passo, esta decisão >> também << resultará em consequências. Pense nisso, arrisque e trace o seu caminho. Be happy, be free e até a próxima ; )