Relato de Prova – 18º Desafio da Serra de Campos – Copa VO2 de Ciclismo

Neste mês competi no 18º Desafio da Serra de Campos – Copa VO2 de Ciclismo. Sempre tive vontade de fazer essa prova, mas como eu não costumava ser muito fã de subidas e nunca havia ido pedalar na Serra de Campos do Jordão, achava que este desafio ainda estava muito fora do meu alcance.

Bem, como desde o final do mês passado comecei a encarar alguns percursos com mais altimetria, consequentemente, comecei a gostar mais de subidas e serras. Foi aí que decidi focar meus treinos, no começo desse ano, para fazer a Copa VO2 em maio. E deu tudo certo! Apesar de treinar somente três vezes (de bike) por semana e ir para estrada somente nos finais de semana, a planilha de treinos me auxiliou pra caramba no meu preparo para a prova.

20 de maio de 2018 | Santo Antônio do Pinhal - SP

E o dia chegou! A manhã de domingo estava super gelada em Santo Antônio do Pinhal. Como eu já havia feito o reconhecimento praticamente todo da prova, eu sabia que conseguia terminar, mas confesso que o que mais atrapalhou mesmo foi o frio, pois justo neste final de semana as temperaturas baixaram demais em todo estado de SP. Felizmente, o sol estava presente também, o que acabou ajudando um pouco…

Foram 51km, com mais de 1.300m de altimetria acumulada. Saímos de Santo Antônio fomos até Campos pela Serra Velha (confira o percurso completo da prova no Strava: activities/1584392395.) Haviam quase mil ciclistas disputando a prova e eu era um deles. Minha estratégia foi começar mais tranquila até aquecer melhor e depois manter a frequência mais elevada até o final da serra. Com isso, consegui controlar e pedalar no meu limite, sem “quebrar”.

Claro que, chegando no topo da serra, já na cidade, quando viramos à esquerda, ainda era preciso muito gás, porque ali começavam as subidas mais íngremes e “chatas”. Depois de ter ficado mais de uma hora subindo sem parar, as pernas já estavam cansadas e todo o resto do corpo também. Parecia que não chegava nunca! Aliás, esse foi o pior trecho, sem falar no asfalto que deixou (muito) a desejar.

Mas, consegui cruzar a linha de chegada com dignidade! Acredito que fiz o melhor que pude e, de quebra, conquistei o 2º lugar na minha categoria. Chegando lá, primeira coisa que fiz foi trocar minha roupa (que estava encharcada) e tomar um café com leite e pão quentinho ali no centrinho.

Para voltar da prova, foi de bike também. Descemos pela Serra Nova até Santo Antônio e aí foi só alegria!

Participe comentando 💬

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s