A satisfação do sofrimento

“Ah, ele(a) gosta de sofrer!” Essa frase é muito comum ser utilizada, quando a pessoa insiste frequentemente na dor e na angústia. Porém, será mesmo que o sofrimento sempre nos retorna algo negativo?

Esses dias li um artigo do Jorge Forbes, com o título Gostar de sofrer“. O  psicanalista e médico psiquiatra afirma que “muitas pessoas se aferram a um sofrimento de alto valor social, para se justificarem em suas dificuldades. Por isso gozam no sofrimento, perdendo a sua singularidade. Cada um de nós chora ou sorri por detalhes irrelevantes aos olhos dos outros. Difícil é reconhecer e sustentar isso.”

Tenho que concordar que, neste caso, com certeza o sofrimento é algo muito negativo, uma vez que, perdemos nossa singularidade e motivação para ir atrás dos nossos sonhos e desejos. Mas, há também um outro lado da moeda.

Comecei a refletir sobre o assunto algumas vezes quando fazia treinos mais fortes ou ia pedalar no final de semana e me dava conta de que se não voltasse ‘acabada’ para casa, parecia que não era suficiente. Com isso, fui conversando também com alguns amigos esportistas e pensando mais a respeito do assunto…

Me dei conta de que no esporte existe sim um sofrimento! Aliás, há uma linha  entre quem pratica atividades físicas para saúde, bem-estar e quem treina para alcançar resultados melhores e comepetições, ou mesmo para se superar.

Vou dar o nome à esta linha como ‘linha do sofrimento’. Muitos não fazem questão de ultrapassá-la e vão ser felizes assim. Enquanto isso, outros, não se sentem satisfeitos enquanto não passam por ela e se superam mais um pouco, de alguma forma. Em busca de mais endorfina e prazer.

Bom, aqui chegamos no que eu chamaria de ‘satisfação do sofrimento‘. É quando eu dizia que não ficaria contente se não chegasse ‘acabada’, é o gostinho do sofrimento nos retornando algo de positivo, a superação! O prazer de sofrer, de se dar conta de que você consegue ser mais forte que o seu pior pensamento.

Porém, também notei que, para isso, temos que ter um motivo muito grande dentro de nós. Pois, quando percebemos que estamos seja nadando, pedalando, correndo e não enxergamos mais o porquê disso tudo, os treinos perdem a graça, a linha de chegada não nos contenta mais. E, por isso, seria bom encontrar algo que realmente gostamos para fazer valer a pena.

E você? Gosta de sofrer?

2 comentários em “A satisfação do sofrimento

  1. Perfeito Be! Aqui no blog a gente categoriza os tipos de corredores e essa linha do sofrimento é bem visível.
    Acredito que o esporte é uma maneira de vermos como podemos extrapolar nossos limites, romper barreiras e levar isso para a nossa vida pessoal.
    Show de texto.
    Beijos e bons treinos! ;)

Participe comentando 💬

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s